A comunicação e o marketing, especificamente as ações de divulgação e promoção, são consideradas parte integral do desenvolvimento da BVS. Essas ações promovem a BVS como espaço atualizado e de referência em acesso à informação, conhecimento e evidências científicas. Sensibilizam o público-alvo sobre a importância estratégica da BVS e trabalham as convergências. Fortalecem a cooperação técnica para o fomento da BVS como política nacional e institucional de gestão de informação e conhecimento, além de ampliarem as parcerias com outras redes.

De maneira mais ampla, as formas de promover e divulgar a BVS contribuem também para viabilizar as finalidades de ambientes aprendizes e informados na BVS, como apresentado em Redes de Ambientes Aprendizes e Informados. Estas ações facilitam os processos sociais de transferência de conhecimento, intercâmbio de informação, experiências e idéias seja entre colegas nos eventos da rede, dos materiais gráficos informativos ou no seio das equipes por meio das capacitações, das comunidades e redes sociais, seja ainda por meio dos blogs, dos boletins de notícias, entre outras formas de divulgação e promoção.

Neste sentido, as linhas de ação de divulgação e promoção fundamentais são:

- Eventos: participação nos principais eventos da área da saúde, da biblioteconomia e ciência da informação realizados no país e no exterior. A promoção da BVS em feiras, exposições, congressos, conferências, seminários, fóruns, oficinas, entre outros tipos de eventos, são oportunidades para demonstrar as fontes de informação e os recursos da BVS, por meio de espaços próprios como estandes, da programação de cursos rápidos ou em parceria com instituições vinculadas à rede.

- Cursos de acesso e uso das fontes de informação: em parceria com instituições da rede nas modalidades presencial e à distância, essas atividades são direcionadas para profissionais da saúde e da área de informação, nas abrangências geográficas e temáticas da BVS. Cursos, treinamentos, compartilhamento de experiências e boas práticas ampliam o acesso à informação relevante na BVS e qualificam o processo de tomada de decisão baseada em evidências na atenção e gestão da saúde.

As capacitações atendem a demanda dos países e da região promovendo a BVS em universidades, institutos de pesquisa, hospitais, secretarias e outros órgãos públicos voltados para a atenção em saúde e formação de profissionais. Mesmo as atividades presenciais devem contar com o apoio de um ambiente virtual com acesso aberto onde são depositados Objetos de Aprendizagem que ficam a disposição da rede para consulta. Também podem ser utilizadas vídeo-conferências ou outros meios de interação que permitam a capacitação do usuário da BVS à distância.

- Comunicação e interação social: as diversas funcionalidades ou ferramentas de comunicação e interação social são também meios para a promoção e divulgação da BVS, como boletins de notícias, hotsites, blogs, microblogs, entre outras apresentadas no âmbito de ambientes aprendizes e informados (ver aqui). Ao mesmo tempo, são fundamentais para a operação da BVS em redes, tanto para as comunidades conectadas como para as não-conectadas.

- Produtos gráficos: comunicam visualmente um conceito ou uma idéia expressos em peças de papel entre outros produtos (ex. panfletos, banners, etc.), como parte da proposta de promoção e divulgação das instâncias da BVS.

Projetos especiais de promoção e divulgação:

- Estações BVS: promovem, divulgam e aproximam os usuários do acesso às fontes de informação da BVS. Estas unidades possuem áreas com equipamentos e pessoal capacitado para apoiar o acesso à BVS, são instaladas nos ambientes onde estão os públicos-alvo da BVS, maximizando a inclusão informacional dos membros de instituições, organizações e comunidades, inclusive aqueles não-conectados. Ao mesmo tempo, promovem a atualização permanente dos profissionais técnicos responsáveis pelas Estações BVS.

Os projetos de Estações BVS são viabilizados por meio da cooperação técnica com as instâncias vinculadas aos sistemas de saúde, considerando os hospitais públicos como locais prioritários. A expansão do projeto se dá por meio de parcerias articuladas com universidades públicas e privadas, centros comunitários, bibliotecas públicas, entidades representativas das categorias de profissionais da saúde, entre outras.

Instaladas localmente, as Estações BVS fomentam ainda a integração em âmbito global, formando uma rede de estações entre os países e áreas temáticas da BVS, como têm se fortalecido o Brasil (veja aqui) e Cuba, que lideram o desenvolvimento de Estações BVS.

O processo de democratização do acesso será ampliado significativamente à medida que as Estações BVS sejam adotadas como pontos de promoção ou infocentros para o acesso à BVS.