Aplicativo. Programa utilizado para executar tarefas direcionadas para uma aplicação, como criação ou edição de textos, desenhos, diagramação etc. Ex.: processador de textos, gerenciador de banco de dados, navegador de internet, etc.

Arquivo. Em computação, um conjunto de dados que pode ser gravado em algum dispositivo de armazenamento. Os arquivos de dados são criados por aplicativos, como por exemplo um processador de textos.

Base de dados. Coleção de dados estruturados para serem acessados e manipulados facilmente. É formada por unidades chamadas registros, cujos diversos atributos são representados por campos. Por exemplo, num arquivo ‘cadastro de clientes’, cada cliente representa um registro, que possui vários campos, como ‘NOME’, ‘CÓDIGO DO CLIENTE’, ‘TELEFONE’, etc.

Base de dados bibliográfica. Versão eletrônica de um catálogo ou índice bibliográfico.

Biblioteca Cochrane. Coleção de bases de dados sobre medicina baseada em evidências da Colaboração Cochrane.

Browser. Navegador de páginas da internet, como o Internet Explorer e o Netscape Navigator.

BVS-Site. Gerenciador de interface que permite criar e administrar uma BVS.

Campo. Ver Base de dados.

CDS/ISIS – MicroISIS. Softwares desenvolvidos e mantidos pela UNESCO para o tratamento de dados bibliográficos.

Centro Cooperante. Instituição participante da BVS e/ou contribuinte de registros bibliográficos com a BIREME.

Centro Coordenador Nacional. Instituição cooperante da BVS cuja função maior é a coordenação dos centros cooperantes de um país.

Centro Coordenador Regional. Instituição da BVS cuja função maior é a coordenação dos centros cooperantes em nível regional. Tradicionalmente esse papel é ocupado pela BIREME/OPAS/OMS.

Centro especializado. Instituição especializada em determinado assunto da área da saúde.

Citação. Trecho de autoria de terceiro mencionada entre aspas em uma obra, com indicação do autor.

Comitê Editorial. Grupo de profissionais e especialistas da área de publicação de um periódico, cujo objetivo é estabelecer normas e convenções editoriais e avaliar as contribuições recebidas pela publicação com a finalidade de garantir um padrão de qualidade.

Cooperação técnica. Intercâmbio entre países e instituições para colaborar entre si em determinados setores, como a troca de peritos e de docentes, criação ou transferência de tecnologia, intercâmbio de informação e experiências para a melhoria das condições sanitárias.

Descrição Bibliográfica. Descrição de um item bibliográfico por meio de atributos como autoria, título, edição, dimensões, etc.

Descritor. Representa um conceito aceito em um vocabulário controlado (como um tesauro).

Diretórios. Na arquitetura da BVS, os diretórios são considerados como uma fonte de informação secundária, pois os registros na base de dados fazem referência a fontes primárias, tais como instituições, profissionais, eventos e cursos.

Folha de estilos. Arquivo que contém toda a definição de estilos de uma publicação. Ver também modelo.

Fontes de informação. Na arquitetura da BVS, fonte de informação é qualquer recurso que responda a uma demanda de informação por parte dos usuários, incluindo produtos e serviços de informação, pessoas ou rede de pessoas, programas de computador, etc.

Formato eletrônico. Qualquer forma de armazenagem, recuperação e apresentação de informação passível de transmissão online ou gravação em mídia magnética ou óptica.

Formato ISO (de arquivo). Padrão estabelecido pela International Organization for Standardization (ISO) para intercâmbio de dados entre instituições, redes e usuários.

Formato LILACS. Formato de descrição bibliográfica estabelecido pela BIREME, baseado na UNISIST Reference Manual for Machine-readable Bibliographic Descriptions.

Glossário. Vocabulário de uso específico ou controlado, utilizado em publicações para elucidar o significado de termos pouco usados, técnicos ou restritos.

Guia. Define os processos necessários a produção de uma fonte de informação ou fases de uma metodologia.

LILACS. Índice cooperativo do Sistema BIREME e que compreende a literatura relativa às Ciências da Saúde, publicada nos países da Região, a partir de 1985.

LILDBI-Web. Versão Web do sistema “LILACS Descrição Bibliográfica e Indexação”.

Macro. Seqüência de comandos lógicos em linguagem legível a humanos para execução de processos repetitivos.

Manual. Conjunto de passos e operações, automáticos ou manuais, necessários a instruir o usuário em determinado processo de uso de um aplicativo, programa ou metodologia.

Matriz de responsabilidades. Documento integrante do plano de desenvolvimento da BVS que indica, para cada fonte de informação da BVS, qual a instituição coordenadora e quais as cooperantes.

MEDLINE. Base de dados da literatura internacional da área médica e biomédica, produzida pela NLM (National Library of Medicine, USA).

Metadados. Informação estruturada sobre recursos de informação.

Metodologia. Conjunto de normas e convenções utilizadas com a finalidade de padronizar um processo ou a produção de uma fonte de informação.

Modelo ou template. Arquivo que contém a definição básica do tipo de documento que se pretende utilizar, contendo estilos, textos predefinidos, etc.

PAHO. Base de dados que contém referências bibliográficas e resumos do acervo da Biblioteca da sede da Organização Pan-americana da Saúde em Washington, D.C., USA.

Produção científica. Cotejamento (reunião e análise) de toda literatura acerca de um tema ou de um autor específico para fins de análise usualmente quantitativa.

Rede ScienTI. Rede pública de fontes de informação e conhecimento, com o objetivo de contribuir à gestão da atividade científica, tecnológica e de inovação.

Registro. Ver Base de dados.

Template. Ver modelo.

Tesauro. Vocabulário estruturado que aponta os relacionamentos hierárquicos, associativos ou de preferência dos termos (descritores). Ver também Vocabulário controlado.

Vocabulário controlado ou estruturado. Coleção de termos organizados e relacionados utilizados para a indexação e a recuperação de documentos. Servem como interface entre os documentos e os usuários.

Web standards. Conjunto de normas e padrões para criar e interpretar conteúdo Web.

Siglário

BVS. Biblioteca Virtual em Saúde.

DeCS. Descritores em Ciências da Saúde.

iAH. Interface for Access on Health Information ou Interface de Acesso à Informação em Saúde.

LILACS. Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde.

MEDLINE. Medical Literature Analysis and Retrieval System Online.

MeSH. Medical Subject Headings ou Cabeçalhos de Assuntos Médicos.

NLM. National Library of Medicine ou Biblioteca Nacional de Medicina.

OMS. Organização Mundial da Saúde.

OPAS. Organização Pan-Americana de Saúde.

SCAD. Serviço Cooperativo de Acesso ao Documento.

SciELO. Scientific Electronic Library Online ou Biblioteca Científica Eletrônica Online.

ScienTI. Rede Internacional de Fontes de Informação e Conhecimento para a Gestão de Ciência, Tecnologia e Inovação.